13 de out de 2017


ESPUMANTE BRASILEIRO
Red Buteco e o 5º melhor vinho do mundo

Casa Perini Moscatel foi escolhido como o quinto melhor vinho do mundo 
pela Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ)

Agradável e elegante, o Casa Perini Moscatel fascina distintos paladares. O espumante brasileiro também acaba de conquistar a Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ).

Produzido em Farroupilha (RS), famosa região de moscatos com Indicação de Procedência (IP) reconhecida pela Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV), o espumante foi eleito como o quinto melhor vinho do mundo.

De acordo com Daniel Lage, sócio e sommelier do RED Buteco de Vinhos, o espumante da vínicola Perini revela as caraterísticas da família moscato com muita elegância.  O aroma também é inconfundível, já que traz muitas flores e um toque de pêssego.

Extremamente fresco, com um bom equilíbrio entre acidez e açúcar, o vinho pede bruschettas com gorgonzola e cebola caramelada e outras delícias de fim de tarde.

Para consumo no RED Buteco de Vinhos, o rótulo sai por R$ 56,00 (para levar para casa, R$ 47,00). Outras informações pelo telefone (11) 3031-5171.

SOBRE O RED BUTECO DE VINHOS:

Projeto pioneiro no país, o RED Buteco de Vinhos valoriza, divulga e fornece rótulos de produtores nacionais. Fundado em 2016, o espaço descolado abriga wine bar e loja na Vila Madalena, bairro boêmio de São Paulo. Com aproximadamente 130 rótulos, a casa atende apreciadores e iniciantes no mundo vinho. Elaborada pelo sócio e sommelier Daniel Lage, a carta de vinhos tem novidades mensais. Daniel visita constantemente vinícolas de várias regiões do país e seleciona rótulos marcantes de cada família produtora. O RED também organiza cursos/degustações e conta com uma loja virtual que atende todo o  Brasil.

RED BUTECO DE VINHOS
WINE BAR e LOJA | VL. MADALENA 
Rua Mourato Coelho, 1160
www.redbuteco.com.br


ALGUMAS PUBLICAÇÕES:

-Portal da Revista Veja São Paulo



-Site Bares SP


-Portal da Revista Hotelaria



3 de out de 2017

MÊS DAS CRIANÇAS
Xalingo Brinquedos | www.xalingo.com.br
#xalingo70anos #xalingobrinquedos #suadiversãointeligente


Jornal DCI - Indústria - 21 de setembro de 2017

Revista Crescer - Os 50 melhores brinquedos - Setembro 2017



2 de ago de 2017

PONTO DA PORCELANA
NA MÍDIA
www.pontodaporcelana.com.br


Portal do Jornal Folha de S. Paulo 
Liquidação de Inverno - Julho 2017
Portal do Jornal O Estado de S. Paulo 
Liquidação de Inverno - Julho 2017


 Jornal O Estado de S. Paulo - Caderno Casa
Liquidação de Inverno - Julho 2017



Jornal O Dia (RJ) - Casa 
Dia dos Avós - Julho 2017
Revista Minha Casa - Editora Abril
Novidades - Julho 2017



Jornal Folha de S. Paulo - Revista SP
Pet Shop - Julho 2017



Jornal O Dia (RJ) - É o Bicho
Lanche Divertido - Julho 2017


Portal do Jornal Folha de S. Paulo
Pet Shop por Mariana Agunzi - Julho 2017


Portal do Jornal O Dia (RJ) - É o Bicho
Lanche Divertido - Julho 2017





30 de jun de 2017

RED BUTECO DE VINHOS + NOVO CARDÁPIO
www.redbuteco.com.br

VEJA SÃO PAULO/BARES | 28 de junho de 2017


ESTADÃO/DIVIRTA-SE | 23 de junho de 2017


FOLHA/REVISTA SÃO PAULO | 25 de junho de 2017

1 de fev de 2017

TEMPORADA DE DESCONTOS
Com Printas | www.printas.com.br

+ Revista Casa Claudia

++Revista Minha Casa



+++Jornal Folha de São Paulo



20 de nov de 2016

MADEIRA + DESIGN + ARTE
Paubrasil por PEGN


Uma empresa em São Paulo produz capinhas de celular diferentes da maioria dos modelos disponível no mercado. A diferença não está nos desenhos, estampas e cores dos acessórios e sim no material usado na confecção.

Nas mãos de Cayo Sartori, 29 anos, e Beatriz Vallego, 28, as capinhas para celular são feitas de madeira.  A empresa, inaugurada em 2013, surgiu com a intenção de unir conceitos ecológicos com qualidade de produção. "Não queria que nosso produto fosse muito industrializado e apenas algo estético. Valorizo muito o conceito que há por trás", afirma Sartori, um dos sócios da marca.

A trajetória da dupla no ramo da criação começou logo após os dois se formarem na faculdade, em 2010. Sartori trabalhava em uma agência de publicidade e sempre teve vontade de se ligar cada vez mais aos processos criativos. Beatriz, que compartilhava do sentimento, se juntou a ele na ideia e a empresa surgiu gradualmente, após cerca de um ano de planejamento. Inicialmente, os dois contavam com produções terceirizadas para materializar os produtos. "Nós começamos fazendo os projetos, mas a execução era terceirizada com marceneiros", explica Sartori.

As capinhas da Paubrasil são feitas com madeiras do tipo Imbuia e Peroba, que é um tipo de material de demolição totalmente reaproveitado. Os clientes podem fazer solicitações para a empresa e personalizarem as capinhas de acordo com suas ideias. Sartori explica que ele e a equipe fazem todos os ajustes para que o desenho solicitado se encaixe perfeitamente no celular do cliente. "A possibilidade de personalização e customização fez nosso negócio alavancar", diz Cayo, que produz de 400 a 500 peças por mês, faturando cerca de R$ 30 mil mensais.

Atualmente, a produção das capinhas da Paubrasil não é mais terceirizada. Cayo e Beatriz agora têm uma pequena fábrica em São Paulo, estruturada com máquinas que ajudam na confecção. Além da dupla, há mais três funcionários que auxiliam na mão de obra.  Além das peças, a embalagem e a propaganda da empresa também são de responsabilidade dos sócios.

Como o mercado de smartphones muda muito rapidamente, Cayo diz que também é preciso ter uma atenção especial para os lançamentos dos aparelhos. "Nós acabamos comprando os novos modelos para desenvolver a capinha, mas temos que coordenar essa parte, já que o mercado lança modelos a cada 6 meses. Acabamos priorizando aqueles que ficam em alta e acabam entrando na lista dos mais vendidos."


Os preços das peças podem variar de acordo com o modelo do celular e o desenho escolhido. A faixa de preço vai de R$ 105 a R$ 130

EM: http://revistapegn.globo.com/Empreendedorismo/noticia/2016/11/empresa-paulista-fatura-com-capinhas-de-celular-feitas-de-madeira